Entrar

No âmbito da UC Projecto de Design Pessoal, do 1º semestre do 1º ano do Mestrado em Design da ESMAD, foi proposto um projecto de investigação exploratória provocada pelo Arquivo Municipal da Póvoa de Varzim. A origem para as áreas a investigar poderiam incluir conteúdos históricos, materiais, técnicas de encadernação, texturas, iluminuras, entre outros, desde que presentes, de alguma forma, no Arquivo.

Numa primeira fase foi feito um pequeno levantamento fotográfico do local com o intuito de o conhecer e estudar enquanto instituição. Nesta fase foi delineado qual seria o ponto de partida para a investigação: o papel, enquanto suporte para documentos.

Para dar início a este projecto, foram solicitados ao Arquivo Municipal da Póvoa de Varzim exemplares digitalizados de documentos dos séculos XVI a XXI previamente seleccionados.

O projecto passa por investigar as origens, as composições, os métodos de processamento, os métodos de conservação e as causas de deterioração deste material tão importante para a preservação da história e da cultura.

Esta investigação foi conduzida com o objectivo de estudar as possíveis utilizações desta matéria e transformar os resultados desse estudo num objecto de design, neste caso, uma peça de joalharia que terá como mote a apreciação da efemeridade do papel utilizado em objectos que são, na sua maioria, duradouros.


Foi feito um levantamento sobre o estado da arte do papel e da joalharia que resultou na exploração de uma matéria utilizada na área de artesanato, a pasta de papel. Inicialmente foram conduzidas experiências utilizando diferentes tipos de papel - caixas de ovos, papel higiénico e papel vegetal - de forma aperceber se haveria diferenças substanciais no comportamento da estrutura depois de seca. Conclui-se que o papel higiénico é o mais indicado para este tipo de trabalho uma vez que apresenta uma grande capacidade para o detalhe e uma boa resistência estrutural. 

Foram executadas várias experiências com o intuito de descobrir e avaliar as reacções da pasta a determinado reagente. Para tal, foram recortadas inúmeras rodelas que foram, depois de secas, submetidas a variadas substâncias, nomeadamente: acetona, ácido muriático, água (1 segundo), água (10 minutos), água a ferver (5 minutos), aguarela, álcool, amoníaco, cola branca, diluente, fogo, lixívia (1 segundo), lixívia (10 minutos), pastel seco, tinta acrílica, tinta spray e verniz.​​​​​​​

Esta colecção é composta por três elementos - um anel, uma bracelete e um colar – cuja estrutura se assemelha a tecido oferecendo, deste modo, uma expressão visual calma e orgânica relacionando a forma dos objectos com a própria matéria - a pasta de papel - adaptando, deste modo, a joalharia à matéria.​​

A colecção 'dobras' pretende relacionar o seu futuro com os artefactos do passado presentes no Arquivo Municipal da Póvoa de Varzim, isto é, o futuro destes objectos de joalharia prevê uma deterioração gradual da sua matéria e forma obtendo, nestas circunstâncias, uma relação directa com os artefactos do Arquivo, também eles marcados pela passagem do tempo.

12

Recomenda as competências de Ana Lourenço

Comentários 1

  • Wash Albuquerque
    Wash Albuquerque
    heey! que incrível, nunca me ocorreu tantas formas para o papel nessa perspectiva :D Parabéns, lindo trabalho!

Entra na tua conta ou cria uma conta para comentar.

Dobras : o papel e a joalharia

Projecto desenvolvido no âmbito da UC Projecto de Design Pessoal inserida no Mestrado em Design da ESMAD. Estudo sobre a Deterioração do Papel e a sua Aplicação